Máquina do Tempo

domingo, março 12

Pegadas na Areia


“Uma noite eu tive um sonho...
Sonhei que estava andando na
praia com o Senhor, e através do
Céu, passavam cenas de minha vida.
Para cada cena que passava, percebi
que eram deixadas dois pares de
pegadas na areia; um era o meu e o
outro do Senhor.
Quando a última cena de minha vida
passou diante de nós, olhei para trás,
para as pegadas na areia, e notei que
muitas vezes no caminho da minha vida
havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também que isso aconteceu nos
momentos mais difíceis e angustiosos
da minha vida. Isso aborreceu-me deveras,
e perguntei então ao Senhor:
"Senhor, Tu me disseste que, uma vez que
eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre
comigo, todo o caminho, mas notei que
durante as maiores atribulações do meu
viver havia na areia dos caminhos da
vida, apenas um par de pegadas.
Não compreendo porque nas horas
em que eu mais necessitava de Ti, Tu
me deixastes".
O Senhor respondeu:
Meu precioso irmão, Eu te amo e jamais
te deixaria nas horas da tua prova e
do teu sofrimento.
Quando vistes na areia apenas um par
de pegadas, foi exactamente aí que
EU TE CARREGUEI EM MEUS BRAÇOS".

Poema escrito em 1936 por Mary Stevenson que recebeu os direitos autorias da obra em 1984 depois de provar que o poema era da sua autoria. (Mary Stevenson 11/8/22 - 1/6/99)

Ruy

4 Comments:

Blogger MDeus said...

Benvindo ao nosso blog Rui, gostei da participação.
Beijinhos.

3/12/2006 9:43 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Acho as pegadas na areia, fascinantes. Sempre que chego na praia e vejo uma, dessas bem impressas, me boto imediatamente a pensar a quem ela pertence...

Beijinhos!!!
ò,ó

3/13/2006 3:46 da tarde  
Blogger Zuca said...

Olá Cristina, peço desculpa por lhe tratar assim, na primeira pessoa, mas já me parece tão familiar, quanto mais não seja, por ler os seus comentários que são aqui deixados, ou pelos elogios que a Maria lhe faz.
Quero com isto, agradecer o seu comentário, quanto ás pegadas na areia partilho da sua opinião.
Beijinhos.

Ruy

3/13/2006 5:45 da tarde  
Blogger Zuca said...

Olá Cristina, peço desculpa por lhe tratar assim, na primeira pessoa, mas já me parece tão familiar, quanto mais não seja, por ler os seus comentários que são aqui deixados, ou pelos elogios que a Maria lhe faz.
Quero com isto, agradecer o seu comentário, quanto ás pegadas na areia partilho da sua opinião.
Beijinhos.

Ruy

3/13/2006 5:46 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home