Máquina do Tempo

terça-feira, março 7

PALAVRAS AO ACASO - UMA FÁBULA DOS NOSSOS DIAS

Pois é, realmente todos devemos evitar ter atitudes impensadas, precipitadas, porque muitas vezes não existe forma de compôr estas atitudes, especialmente quando são descarregadas em espaços públicos e alheios, tentando atingir quem não se revê na figura de que é acusada. Muitas vezes o dar Tempo ao Tempo já não serve para impedir que se expliquem certas coisas...
Pois hoje vou começar por vos contar uma história cujo final ainda não sei e dependerá muito dos vossos comentários:
- Há alguns anos atrás, não muitos como nos contos infantis, numa certa freguesia, distante da cidade lá para o norte desta ilha, nasceu uma formosa menina... cresceu e transformou-se numa formosa moça...casou e teve filhos...
Ora esta formosa senhora um dia achou que o campo já não era suficiente para as suas necessidades espirituais e resolveu mudar-se para a cidade, depois de instalada numa das torres da mesma, a senhora resolveu melhorar os seus conhecimentos em algumas áreas... inscreveu-se nuns cursos e felicíssima lá ía todas as semanas de cesta na mão e regressava mais feliz ainda, por ter sido muito bem recebida e acarinhada por todos. Desgraçadamente esta formosa senhora confundindo carinho e atenção com outros sentimentos mais fortes, começou a envolver-se de forma intensa e por métodos normalmente utilizados nos tempos de hoje...mensagem de telemóvel para lá, email para cá...vai daí e continuo a história noutro dia para não a tornar muito extensa, é que ainda tem muito para contar...

6 Comments:

Blogger Zuca said...

Pois é, esta "história" que muitas vezes se repete e que nos é tão familiar, tem por vezes vários dissabores, destruindo muita das vezes os lares e famílias.
Há pessoas que tendo família constituída, mas porém se sentido inseguras, sabe-se lá porquê, por vazes revêem na amizade e bondade das pessoas algo de mais para além da desta e muitas vezes destorcida da realidade, mas também há quem se sinta feliz por infernizar a vida alheia.
Mas nestes casos devemos agir sempre com compreensão e tentar fazer estas pessoas compreenderem que estas atitudes a nada levam, senão ao destanciamento.

Ruy

3/08/2006 9:59 da manhã  
Blogger MDeus said...

Pois é Rui, tens toda a razão, o problema é quando as pessoas não entendem ou não querem entender...e depois ainda tentam passar para o papel de vítimas, de oprimidas, de violentadas etc.
Pessoas que têm uma apetência natural para a representação que tentam fazer crêr os outros que de perseguidores foram perseguidos, de violadores foram violados, de mentirosos foram enganados, etc.
Esquecem-se ainda que quem tem telhados de vidros não atira pedras...provérbio popular de muita sabedoria.

Estamos à espera das tuas postagens Rui...

Beijinhos

3/08/2006 10:41 da manhã  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Não sei do que estás falando, mas de todo, penso que só devemos nos incomodar e tomar uma atitude condizente, com as coisas que de fato e REALMENTE colocam nossas seguranças, conceitos e valores, em risco. Se tais atitutdes não estão sendo cometidas por ti e se a encenação é feita à revelia, pois que aconteça... Se não ligares e não perderes tempo com elas, acabará por trocar de cenário... E em breve!!!
Beijinhos!!!

ò,ó

3/08/2006 1:32 da tarde  
Blogger MDeus said...

Cristina conselhos sábios esses, como sempre, mas quando isso já se fez e quando isso mexe contigo mesma, não com os outros porque não é essa a minha preocupação. Eu cresci com alguns conceitos de integridade, honestidade, dignidade como todos e quando vês o tempo passar e andar alguêm a brincar com isso!!!primeiro não ligas e esperas que a caravana passe, depois começa a mexer aquele bichinho cá dentro até que um dia rebentas e começas a sentir-te mal contigo própria e achar que se continuas a levar e não fazes nada é porque mereces...mas eu não mereço e resolvi defender-me até às últimas circunstâncias, por mim e por mais ninguêm.

Soube bem este desabafo, estou melhor, muitos beijinhos para ti.

És linda, eu hei-de arranjar forma de conheceres a família toda, já conheces o pai e o filho mais novo, já não mau...

3/08/2006 7:47 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

MDeus...

Saiba que um dos meus maiores defeitos, é a enorme curiosidade ue eu tenho e que por fim, acaba também sendo uma das minhas qualidades, pois é em função dela que descubro muitas coisas boas, inclusive essa janelinha aqui. No entanto, mesmo sendo extremamente curiosa, não sou invasora e sempre respeitei limites. Sou curiosa pelas coisas que me vão sendo expostas ou sendo expressadas, como agora o fizestes a reapeito de eu conhecer o restante da família...
Mas de todo, essa estória dos blogs está me ajudando bastante a criar um novo conceito de comunicação, desprovido de identidade de imagem física. Em blogs, as identidades não possuem matéria... Quando muito, transitam entre o sonho, a imaginação e a virtualidade fria das telas aquosas... Isso para mim já foi muito difícil, mas tenho aprendido a superar... Aos poucos. Tanto que te enviei aquele endereço da janelinha aqui de casa, para espiares para dentro e perceber que eu de fatoi existo. É estranho isso e deve ser uma sensação trazida da infância.
Quanto ao que vem te incomodando - e nem sei o que é, mas imagino - esqueça!!! Não perca teu lindo, precioso e volátil tempo!!! Não permita que alguém que não merece, tome tuas energias, roube tua confiança e coloque tua segurança em risco. Isso é uma perda vã e inútil, além de ser passível de ser contornada, na medida que dedicares a ELA, o que lhe cabe e que ao que me parece, nada mais do que o descaso. Certamente devo ser bem mais velha do que tu e sou do tipo que acredita que conselhos não valem ser dados, mas penso que experiências vividas, quando bem contadas, ajudam outras pessoas na montagem de decisões próprias.

Um lindo final de semana pra ti e os teus!!! Todos!!!

ò,ó

Sabe... Estou apaixonada por essas ilhas... Extremamente e por todas as muitas razões que elas tem me dado para isso. Tenho tido demonstrações sublimes do quanto são humanas e humanitárias...

3/11/2006 10:26 da manhã  
Blogger MDeus said...

Cris a curiosidade é uma qualidade humana quando é sã como a tua, pois eu também sou, por isso fui a correr ver as tuas fotos...para dar um rosto à nossa amizade. Sabes eu dou muita importância não ao rosto mas aos olhos, o olhar é um espelho da nossa alma. Aqui no blog já tenho duas fotos minhas, uma na aula de pintura e outra na Reinauguração do Coliseu Micaelense, postado pelo Luís Rocha em que eu estou ao telemóvel.
Nasci em Moçambique e aos 14 anos vi-me sem família, amigos, casa e terra, foi um golpe muito duro, a familia espalhou-se, e só uns anos depois e de muita luta é que as coisas normalizaram, isto para perceberes o significado que a família tem para mim, assim que algo a põe em risco eu viro leoa. Mas depois passa...os conselhos devem-se dar na minha opinião podes não os seguir mas fica sempre qualquer coisa cá dentro e a visão de quem está de fora é sempre muito importante, por isso nunca deixes de dar conselhos.
Menina nós somos quase da mesma idade, só tenho menos 4 que tu, estamos as duas na ternura dos quarenta que na minha opinião é uma fase muito bonita, com muita serenidade e já alguma sabedoria, as idades são sempre lindas e eu acho uma felicidade poder envelhecer...
Obrigada pelo conselho, já o estou a seguir...um ótimo fim de semana com um grande beijinho para ti e teus.

:)

3/11/2006 11:32 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home