Máquina do Tempo

sábado, março 18

DESAFIO

Se vocês tivessem de vestir um Vento...como o vestiriam...??? Um Vento bonançoso, como uma leve brisa até ao tempestuoso...

E já agora a Lua...Lua cheia... a minguante, Lua nova... a crescente, Lua vaidosa, falsa e mentirosa...
O Nevoeiro... o Nevoeiro que tudo cobre com o seu manto... Como seria???
E esta Garça... seja ela Real ou não...???

Já agora também podíamos pensar no Espírito desta Lagoa Azul... como vocês o trajavam...???

Não nos esqueçamos do Espírito da Lagoa Verde...???

E nesta história, também existe um Rei que habita nestas Lagoas...e era tão mau...!!! Como o vestíamos...???

Ah! Temos ainda a Princesa e o Pastor... a Princesa com a fragilidade e inocência desta flor...

E por último, mas não menos importante temos um Bobo... ou será Mafarrico... que tudo confunde nesta historia.

14 Comments:

Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Ventos... Eu não os vestiria. Leves ou intensos, eu adoro os ventos e os respeito. Mas eu os acompanharia e me entregaria sem medos – e isso é real - para com eles percorrer os campos, vales, montanhas, pradarias, mares, lagos... Os ares!!! Ventos não se veste... Se sente... Ventos são para mim, encantos, que me conduzem desde as alturas, até vôos rasteiros, a muitos e muitos recantos... Com o vento eu vôo, navego... Com o vento eu sonho e para o vento, me entrego!!!

Já com a lua... Essa me domina e quem me veste é ela. E me veste por inteiro. Me pinta de prata de luz, de múltiplas sensações... A lua não é minha. Eu é que sou dela...

Nevoeiros são meus sonhos em formato de micro gotas d’água... Elas me envolvem... São elas que me vestem, também. Amo as névoas, intensas ou fracas... Do ar de mistério que ela impõe à cena e do domínio que gera, pelo compasso de espera, enquanto aguardamos que ela decida se ir, para nos depararmos com a paisagem por detrás dela, como se com sua partida, as imagens também pudessem sumir...

A garça... Branca e silenciosa... Solitária ou fartamente acompanhada, sempre elegantemente esguia, altiva e arredia. Não a vestiria tampouco... Não sou assim tão bela e ela jamais me permitiria que usasse a sua fantasia...

Lâminas d’água... Essas são minhas vestes e por vezes me permito experimentá-las... Devagar... Sentindo cada pedacinho delas a deslizar em minha pele, feito sonhos de crianças em frente a um armário cheinho de roupas de adultos com caras de fantasias e cheiros de cenários... Visto as águas, fantasiando suas cores e texturas, sendo elas como forem e onde se encontrarem... As águas me fazem representar. Nelas sou a princesa, o pastor... Nelas posso ter a fragilidade da flor, com inocência no olhar...

E... O que é isso??? Um Bobo??? Um Mafarrico??? Quem é por fim esse estranho que entrou sorrateiramente em meus sonhos e pelo visto, está aqui só para me acordar???


Beijinhos à Máquina do Tempo!!!
Um lindo final de semana MDeus!!!
Para ti e para todos os teus!!!

3/18/2006 8:03 da tarde  
Blogger Fernando said...

Maria isto é um SOS?
Olha meu bem, não te passa pela cabeça as vezes que eu tenho pensado com os meus botões:
" Como é que a Maria vai descalçar esta bota ?".
Temos um texto lindíssimo, músicas originais que vão ficar, gente que está a agarrar os papeis e que cresce de dia para dia. Como se veste isto tudo?
Eu só te posso ajudar dizendo-te:
- Seja o que estiver na tua cabeça ( ou ainda não ) eu sei que sairá obra digna do resto e vamos fazer um grande espectáculo.

3/18/2006 10:58 da tarde  
Blogger Menina_marota said...

ah... o vento... com é bom senti-lo nos cabelos soltos, no rosto desmaquilhado, ou então senti-lo enquanto cavalgo a égua castanha pela areia molhada do areal... O vento não se veste, porque ele despe-nos assim, como noiva que se dá ao seu amado...

... e a Lua... envolta nos seus mistérios, com tules de várias cores, que serpenteiam ondulantes, ao sabor do vento caminhante...

... o nevoeiro que se atraveea nessa luz intensa, que jorra através do luar, e nos conduz à floresta mágica, onde a Garça, com os seus olhos de espanto, nos vê chegar...

... uma menina marota, que não se assusta com nada (ou assustará?) fita o espírito da Lagoa, que não é azul, nem verde, mas vermelha como o coração grande que possui, que quer brindar o Rei com a poção mágica da bondade, envolto em brocados de simpatia e sorrisos para a bela Princesa, de cabelos de oiros, que pega na mão do pastor e o conduz por caminho florido, distante do Bobo, ou Mafarico, que seja, e num vale de papoilas vermelhas, dançam a música dos anjos, entre véus de seda flutuando ao som da brisa e do luar resplandescente...

E, a história termina, como todas as histórias, bem felizes...

Um abraço e bom domingo ;)

3/19/2006 3:55 da tarde  
Blogger Menina_marota said...

Espero que não te importes que te tenha linkado...
;)

3/19/2006 5:22 da tarde  
Blogger MDeus said...

Cristina eu tenho mesmo de vestir um Vento, uma Lua, um Nevoeiro e todo o resto... São personagens da peça que estamos a preparar para o mês de Maio, "A Lenda da Princesa e do Pastor", uma das muitas lendas das Sete Cidades...resolvi colocar este desafio para pôr um pouco à prova a imaginação de todos, confrontando as vossas soluções com as minhas... Achei que era um desafio para mim própria!!!

O fim de semana está no fim, acaba sempre muito depressa, mas um resto muito bom para ti e beijinhos!!!

3/19/2006 6:38 da tarde  
Blogger MDeus said...

Grande amigo Fernando, não te assustes que tenho o guarda roupa todo programado, inclusivamente algumas peças já estão encomendadas ...claro que algumas soluções ainda ando à procura delas, mas essas só mesmo com o encaminhar é que as encontramos... agora meu amigo, o que ainda não sei é se este guarda roupa está à altura de todo o resto que como dizes tem tudo muita qualidade.
Parece que na quinta feira temos finalmente o nosso chá verde, já o estou a arrefecer para ti...

Beijinhos

:)

3/19/2006 6:45 da tarde  
Anonymous Espírito Azul said...

Disseste chá VERDEEEEEEEEEEEE, Maria?
A Nina vai dar sugestões. E olha que ela é mt criativa.
Beijos

3/19/2006 9:37 da tarde  
Anonymous espírito azulinho said...

Fernando, parece que na 5ªfeira vais "marchar"em forma de chá...Que sorte a minha ainda não produzirem chá AZUL!!!
jinho

3/19/2006 9:40 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

MDeus querida!!!
Só a tua cabeça de me perguntar uma coisa dessas... Se te espelhares em mim, acabarás deixando todos os personagens sem figurinos...

Meu final de semana foi tranquilo. Aproveitei muito a piscina e os dias estavam maravilhosos, embora com muito calor. Amanhã ainda estrei aqui e na terça viajarei. Não estou podendo postar, mas sempre poderei ler e responder.
Muitos beijinhos a todos e a ti MDeus, com teus preparativos para os figurinos e por favor me diga o que estás pretendo... Se eu soubesse disso, teria respondido de outro modo... Adoro os figurinos!!!

Outro beijo!!!
ò,ó

3/19/2006 10:53 da tarde  
Blogger MDeus said...

Menina Marota, com esta imaginação como era bom tê-la na Máquina do Tempo...
Eu tenho mesmo de vestir todas estas personagens,espero bem conseguir passar todos estes sentimentos a quem assistir à peça, gostei que nos tivesse linkado, vamos fazer o mesmo.
Beijinhos e boa semana

3/20/2006 9:29 da manhã  
Blogger MDeus said...

Amiga Cristina, uma boa viagem para ti, diverte-te, o tempo por aqui ainda não dá para piscinas nem banhos de mar, ainda está um pouco frio e temos tido bastante mau tempo, vamos a ver se com a entrada da primavera hoje, se isso melhora.

Beijinhos,

:)

3/20/2006 9:33 da manhã  
Blogger Fernando said...

Espírito azul clarinho
és mesmo côr da bandeira
vem tambem tomar cházinho
e deixa-te de choradeira!

3/20/2006 6:12 da tarde  
Blogger Janelas da Alma said...

Olá querida Maria de Deus!

Peço desculpas pela ausência prolongada, devida a um trabalho inesperado que me tomou a semana toda!
Voltei para visitar o que há de novo, e vim parar aos Ventos, que sopram o meu pensamento, e que fica lá longe a voar!...
Estas fotos, que apresentas pintadas de ventos são fabulosas!...Também é igualmente fabulosa a ideia que tiveste em vestir estes ventos com pensamentos tão púros e ternos!...
Se ao menos pudéssemos nós todos vestir-nos simplesmente de ventos!...
Belo trabalho!

Beijinhos,

Nuno Osvaldo

3/20/2006 6:51 da tarde  
Anonymous soslayo said...

Maria de Deus, excelentes estas fotos dessa Ilha tão linda e, sua legendas muito bem construídas. Um beijinho

3/21/2006 6:47 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home