Máquina do Tempo

quinta-feira, fevereiro 23

(SAUDADE) Os Emigrantes

(mãe) Uma mala de cartão
Guarda o agasalho
Na bagagem a viola
No bolso a estampilha
Para que o Senhor Santo Cristo
Guarde esta criatura
Feita delava, sonho e nostalgia

(mulher) No regresso, cá te encontro
Na volta à Ilha te espero
Neste cais de basalto negro
Afagado pelas ondas, vejo
Maresia, prenuncio de encontro

(pai) O verde é o fim do azul
Para diante é que é caminho
Deves marcar cada passo
Para que o engano
Nunca te deixe sózinho

( emigrante) Criptómérias, vulcão
Nesta viagem da vida
Apenas um parco desejo
Beijar esses olhos Mãe
Cheios de pranto sincero

(emigrante) Adeus minha Ilha
Bom dia, América
Porque será que o sol
Apenas de um lado Brilha























Texto e encenação de Armando Moreira, Actores: Bruno Silva, Humberto Almeida, Paula Fagundo, Mario Roberto, Ana Catarina, Maria Moreira e Piedade Rego Costa

2 Comments:

Blogger Bruno Silva said...

Tenho boas recordações desta peça amigo Armando, é sem dúvida pequena, mas muito rica.Lembro-me em especial do Coliseu, quando saí de cena e esqueci-me de desligar o micro nos bastidores,os comentários que fiz na altura eram dirigidos aos espectadores(grande gaffe)hahaha.Abraço.

2/23/2006 4:54 da tarde  
Blogger MDeus said...

Bruno...Bruno... fazes-me passar com cada vergonha...ai...ai..., mas é muito giro trabalhar contigo e não te esqueças que esta foi a minha estreia como actriz...ahahah.

2/23/2006 5:14 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home