Máquina do Tempo

segunda-feira, fevereiro 20

Nem só de teatro vivemos nós...

Nem só de teatro tem vivido a Máquina do Tempo, também temos tido experiências fantásticas e aliciantes noutras àreas como esta por exemplo. No ano 2002, através de um amigo e colaborador nosso, António Gil, tivemos conhecimento de um Festival de Tapetes de Flores em Fabriano, Itália, para o qual ele tinha recebido um convite. Arregaçamos as mangas, metemo-nos ao trabalho e lá conseguimos ir em Junho de 2002 em direcção a Fabriano. Fomos carregados de verduras e flores, ainda levamos massa sovada, vinho de cheiro, licores regionais, queijadas da Vila Franca do Campo, etc que foram distribuidas pelo público em geral e foram muitos. Conseguimos este feito graças a alguns comerciantes, Câmara Municipal de Ponta Delgada e Governo Regional que com patrocinios possibilitaram a deslocação de 15 pessoas, a nossa equipa. Ainda levamos roupa tradicional, o capote e capelo de senhora e o traje domingueiro de homeme e trajes de Foliões. Depois da votação cantou-se, tocou-se e ofereceu-se o que tínhamos levado, enfim tentamos mostrar um pouco da nossa cultura, usos e costumes num país que pouco ou nada sabia de nós, muitos nem sabiam da nossa existência.
Aqui ficam algumas fotos...
Cá está o nosso grupo de foliões um pouco antes da actuação com falta de alguns elementos.
Este foi um dos tapetes dos Mestres de Fabriano, ou seja, não estava a concurso.
Nós, pouco depois das 6h da manhã a riscarmos o nosso tapete, depois de termos passado a noite a picar flores até por volta das 4h.
Já mais tarde, o sol ainda não tinha chegado, a meio desta construção complicada para quem a faz pela primeira vez.
Alguns tapetes de outras equipas.
E finalmente o nosso pronto com alguns elementos da equipa.

1 Comments:

Blogger Palitcha said...

Grande aventura...
beijos

2/22/2006 12:50 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home