Máquina do Tempo

domingo, janeiro 28

PARABÉNS AMÉLIA


Hoje é dia de aniversário na Máquina do Tempo, a nossa Amélia como a tratamos... foi um dia de trabalho para nós, ou melhor foram uns dias de trabalho, a apresentação da Gala de Artistas Açoreanos no Coliseu Micaelense fez com que Amélia descobrisse finalmente a sua vocação, apresentadora, ó minha amiga pelo menos descobriste!!! Como não tenho fotos tuas de hoje aqui ficam umas mais velhinhas, a Garça da Lenda das Sete Cidades, espero que gostes.
Amélia, muitos parabéns e desejo-te tudo de bom e esperando que finalmente descubras o que procuras.
Olha eu estou sem inspiração, esta coisa de se dormir pouco a trabalhar, não ajuda nada a inspiração, mas gostei muito de ver a tua postura estes dias.
Beijinhos para ti.

quarta-feira, novembro 15

Avé MARIA...cheia de graça...




Tens a graça dos artistas e és mulher de muitos talentos. Esquecendo o teatro, a pintura e a fotografia, artes em que ganhas cada vez mais parfeição, fazes magia!! Quem consegue coordenar tantas actividades e ainda gerir a familia e os amigos, só pode ser mágico. E contigo, há sempre espaço para mais alguma coisa. É assim que manténs o dinamismo. É assim que fomentas a mulher inteligente e interessante que és...não fechando portas às experiências, mas aproveitando cada uma. Qualquer momento é bom para conviver, para conversar, para coisas de nada que, no fim, mostram valer imenso. Assumes os comandos desta Máquina com admirável determinação e dás a cara e o coração pelo projecto e por todos aqueles que o acarinham. Admiro o ar sereno com que estás em todas as frentes mesmo sabendo que, muitas vezes, te apeteça deixar bater pelo cansaço e os obstáculos. Mas tu não! És o motor da máquina. Estás lá para rir. Estás lá para chorar. Estás lá para colocar bom senso onde ele não está e garantir harmonia entre as actividades cénicas e as de bastidores. E é por isso que corre sempre tudo bem. Não apenas devido à dedicação de quem representa na Máquina mas, em grande parte, graças à tua varinha de condão. Tem sido uma vida cheia, não? Cheia de oportunidades e desafios. Porventura, mais do que imaginarias para ti. Mas a vida é assim. Cheia de surpresas, de exclamações e interrogações que nos acompanham e nos fazem querer aproveitar o melhor de cada dia. E neste dia, queremos todos felicitar-te por mais um dia de Outono fantático...lindo, mesmo. Desejamos-te muitos parabéns e a mesma "fibra" para continuares a realizar os teus sonhos e projectos e sentires orgulho em cada um deles...como temos em ti. Mil beijinhos

sexta-feira, novembro 10

ESTIMO AS MELHORAS, ARMANDO

Há já algum tempo li, num dos muitos textos que a Maria produz para este blog, uma explicação sobre a função primeira deste espaço (há mais objectivos, evidentemente, mas agora é apenas este que me interessa) e com a qual estou inteiramente de acordo: é antes de tudo um espaço para que os elementos da Máquina do Tempo comuniquem entre si, sobretudo (agora digo eu) quando a agenda não tem marcações de ensaios e as semanas passam sem que muitos de nós convivam no dia a dia. E a Maria exortava pela centésima vez o grupo a produzir textos e a comunicar. Pois bem, desde a deslocação a Santa Maria que não tem havido actividades nas quais eu tenha participação por isso vou usar este espaço para comunicar, muito embora continue a conviver quase semanalmente com algumas pessoas cuja relação não se esgota no teatro. Muitos dos nossos colegas de palco provavelmente não sabem que o Armando teve um problema de saúde que obrigou a um internamento. O Armando já teve alta e ainda ontem o vi ao jantar, estava com bom aspecto mas ainda não está completamente restabelecido. Deixo aqui o registo, terminando com uma expressão bem ao gosto popular - estimo as melhores, meu caro Armando!
Luís Rocha

quinta-feira, outubro 5

A VIAGEM

Chegou a hora de vos falar da nossa viagem, foi brindada pelos Deuses meus amigos, apesar das ameaças do Gordon, fomos com bom tempo e voltamos com a mesma sorte. Na noite de sábado mais uma vez os Deuses sorriram-nos, o céu carregado de estrelas e nem uma leve brisa soprava. Não é fácil descrever estes dias, a boa disposição, a camaradagem e a amizade imperaram dentro do nosso grupo, foram dia fantásticos que dificilmente esqueceremos. O meu obrigado a esta equipa de pessoas maravilhosas e aqui deixo as imagens que consegui captar.
Na noite de sexta feira tentou-se ensaiar, mas apesar da espera não se conseguiu, a falta de luz e da nossa música impediu-nos, então aproveitamos o fresquinho... vês Teresa!!! como a Patricia tratou bem do teu irmão!!!... Finalmente... o nosso ensaio no sábado, debaixo de um calor abrasador, as reacções ao calor começaram a surgir...
... uns brincavam e só de pensarem no 16 ...

... outros refrescavam o texto assim... áh grande Fernando...

... depois, uma sombrinha veio mesmo a calhar, ainda por cima quais guardiões de panelas das sopas do Espírito Santo e do pobre do 16 que estavam sendo preparados para o repasto da noite, atrás daquela porta...

Cenas dos próximos capítulos, preparação para o espectáculo...

terça-feira, setembro 19

ESCRAVOS DA CADEÍNHA-A IDADE DAS PEDRAS

A Máquina do Tempo está de partida para a Ilha do Gonçalo, como é conhecida Santa Maria. Dia 23 de Setembro às 20h e 30m, vamos levar a palco "Escravos da Cadeínha - A Idade das Pedras" no lugar dos Anjos. Esta, pretende ser uma reconstituição da descoberta, povoamento e história da ilha de Santa Maria.
Esta Ilha sofreu vários ataques e invasões na sua história, em 1616 foi invadida por mouros onde levaram cativas 222 pessoas como escravos para o norte de África. A Corte Portuguesa e famílias marienses, conseguiram resgatar algumas dessas pessoas que retornaram em 1618 e fundaram em agradecimento a Irmandade e Confraria de Nossa Senhora dos Anjos.
Quem reside na Ilha ou na vizinha ilha de S. Miguel, tem a oportunidade de assistir a este espectáculo e ainda saborear uma excelente refeição com sopas do Espirito Santo e outras iguarias, preparada pelos Escravos. Com bastante sorte e caso o tempo o permita, pode assistir a este por do sol magnífico.

quarta-feira, setembro 13

Sobre ti...




Já não postava há muito tempo e, de facto, a aderência a esse blog por parte dos seus colaboradores tem vindo a diminuir bastante... Optei assim por escrever algo, mas como não sabia bem o quê, acabei por escrever sobre ti. Sim, tu que estás a ler o post... é sobre ti!

Assim, vou escrevendo (um pouco "à laia" de horóscopo, talvez):




Coisas perturbam-te o espírito... O que realmente queres na vida te parece irrealista por isso perguntas-te frequentemente se serás capaz de as conseguir...

Mas mesmo assim és afável, és extrovertido(a) com os outros mas às vezes tornas-te distante, reservado(a) e cauteloso(a).


Acima de tudo, tens o orgulho de pensar pela tua própria cabeça, não é? Mas lá de vez em quando tens dificuldades em aceitar o que vês e ouves dos outros, a não ser, claro, que te apresentem provas...


Gostas de mudança, de variedade, mas ficas agitado(a) se te sentes controlado(a) por restrições e rotinas...


Desejas ardentemente partilhar os teus sentimentos mais profundos com as pessoas mais próximas de ti, mas descobriste que é pouco sensato revelares-te demasiado aberto(a) e revelador(a) ... (se bem que também saibas, que por vezes "deve" valer a pena... será, na verdade, sensatez ou receio?... )


Para finalizar, vou só escrever um pouco mais do que me parece que sejas:

Acho que te esforças para passar para o exterior uma imagem de pessoa disciplinada e controlada, mas no fundo tendes realmente a ser ansioso(a) e tenso(a) e chegas mesmo, às vezes, a perguntar-te se tomaste a opção ou decisão mas acertada... Que tal seres quem és? Que tal tentares não te preocupar tanto com decisões já tomadas? Tens é que viver a tua vida da melhor forma em função das decisões que já tomaste e tentar sempre optar pela que considerares melhor no futuro... Não olhes para trás... O que se passou é quem tu és...


Acertei? :)

sábado, setembro 9

PARABÉNS LUÍS

Luís Rocha um dos elementos da Máquina do Tempo faz os seus anos hoje. Já tive oportunidade de falar do Luís várias vezes, mas nunca é demais. O Luís é o nosso Vento da Lenda das Sete Cidades, entre outras personagens como o Luís Mota Ramelas da Lurdinhas, já tem sido o Capitão do Donatário, Gaspar Frutuoso e neste momento é o Infante D. Henrique na próxima Reconstituição Histórica que estamos a preparar para a Ilha de Santa Maria.
O Luís além de um excelente actor, tem certamente defeitos, mas não os conheço, agora as qualidades são várias, entre elas a pontual, organizado, metódico até ao pormenor, responsável e para mim a melhor de todas é a boa disposição, está sempre bem disposto e feliz, é uma pessoa que está bem consigo próprio e essa qualidade foi e tem sido uma grande ajuda nos nossos projectos, bem hajas por isso. Luís deixo-te aqui os nossos parabéns, espero encontrar-te logo no Campo para os dar ao vivo, beijinhos grandes para ti e para a tua cara metade a Fernanda e que contes muitos e muitos anos...


quinta-feira, agosto 31

PARABÉNS PAULA

Paula Vasconcelos, mais conhecida por nós por Palitcha, faz hoje os seus 30 anos, Palitcha faz parte do núcleo mais antigo da Máquina do Tempo, uma excelente actriz, encarnou imensas personagens como a Lurdinhas, o Burro da Carochinha, o Mar dos Açores e o Mar, uma das irmãs da Cinderela, etc... etc... etc... Para mim é a amiga que todos gostavam de ter de quem eu gostarei a vida toda, Palitcha, sei que os tempos que correm para ti não serão os melhores, mas o futuro sorri-te e o presente deu-te a coisinha mais linda que podias ter, o Tomás.
Muitos parabéns pelo dia de hoje e pelos 30...




quarta-feira, agosto 16

Ouro sobre azul

Noite fúnebre de Agosto. Nem lua, nem estrela. Apenas um farol assinalava zona marítima. O Pacífico revoltara-se! A escuridão das nuvens apagara qualquer vestígio do horizonte. Parecia o fim do mundo…
Em terra, somente os relâmpagos iluminavam o caminho de quando em vez para que se visse o agitar das árvores, massacradas pelo vendaval. A chuva lavava o corpo da única alma que se atrevera a desafiar os monstros desenhados nos altos rochedos. Fora apanhar flores para perfumar o seu refúgio mas temia nao regressar. Várias vezes lamentara não ter dado aquele abraço ao seu melhor amigo…um beijo sentido à sua amada…
Durante três fatídicos dias e três tenebrosas noites, a vida pereceu desaparecer. O povo daquele aldeia pareceu ter hibernado, mercê de um rigoroso Inverno antecipado que se fazia anunciar.
Mas nada é para sempre. Nem mesmo o pior dos cenários resiste è grandiosa capacidade de mutação e regeneração que a natureza encerra.
Ao quarto dia, a teimosia do vento fora superior à resistência da nuvens e afastou-as revelando um azul infinito. O sol reencontrou o seu lugar na imensidão do céu e fez secar as últimas gotas de chuva. O mar acalmou e os monstros regressaram às suas cavernas.
Sorridentes, as flores despertaram para um novo dia envoltas naquele cheiro de terra molhada, por entre raios de sol que aqueciam a pradaria. Um arco-iris desenhava-se. A borboletas regressaram e os pardais encantavam com a sua música. Um homem surgiu por detrás de um casebre destruído. Benzia-se e, contemplando o céu, agradecia ter agora oportunidade de abraçar aquele amigo…beijar aquela mulher. Comprometeu-se a viver cada dia como se fosse o último, a apreciar cada pormenor, a aproveitar cada minuto…
Esse homem, é cada um de nós. Muitas vezes rendidos às angústias e às frustracões, acomodados ao nosso fado e convencidos de que a escuridão será eterna. Sempre demasiado ocupados, sempre adiando até as coisas mais simples. Sempre resistentes a um agradecimento, um elogio...um abraço, um beijo...
Mas nada é para sempre. E é tão mais agradável encarar a vida com o optimismo e a alegria das mais inocentes criaturas…esquilos, pica-paus, pandas e joaninhas…que não conhecem a definição de “amanhã”. É tão mais agradável contemplar as mil e uma cores do universo e sentir o sol que aquece, ilumina e espalha aquele brilho que torna tudo muito mais bonito...até nós :)

Passei por cá.
Só para desejar bom dia :)

domingo, julho 30

PARABÉNS PEDRO

Esta noite, já madrugada, ao chegar a casa verifico ter um comentário anónimo ao poste anterior em que dava os parabéns à Luisa, eu por acaso não simpatizo nada com comentários anónimos, mas a este até agradeço por até esse momento ter total desconhecimento do facto do Pedro ter feito anos ontem, como não quero deixar de lhe dar os parabéns apesar de atrasados. Pedro parabéns e as maiores felicidades para a nova fase da tua vida que vais dar inicio.
Já agora gostava de explanar um pouco aqui o sentido deste blog; este blog está ligado a um grupo de teatro com o mesmo nome, todos os membros do grupo de teatro são colaboradores directos do mesmo, apesar de não parecer, visto as pouquíssimas intervenções dos mesmos, eu como uma das responsáveis do grupo, fiz os possíveis para que todos se registassem como membros, existem inclusivé alguns que nunca se quiseram registar apesar de terem recebido o convite. O objectivo era criar um espaço onde se falaria de trabalhos a decorrer no grupo, as respectivas opiniões e o teatro em si, enfim um espaço disponível a um diálogo entre todos nós e não só mas também a pessoas extra grupo, isso não aconteceu lamentávelmente. Achei que seria interessante no dia do aniversário de cada pessoa poder aproveitá-lo para a felicitar e ao mesmo tempo apresentar as pessoas a quem frequenta este espaço público, mas existe uma grande diferença entre achar, fazer e ter a obrigação, eu aqui tenho as mesmas obrigações que qualquer outro membro do grupo, por esse motivo acho que em vez de terem deixado um comentário anónimo, mais fácil teria sido terem postado e dado os parabéns ao Pedro mesmo no dia do seu aniversário que eu lamento não ter sido no próprio dia.